Guia do Fura-Olho para o Congo

04/10/2010 10:16

Ofchan depois de um mês no Congo

 

Nesse mundo globalizado contemporâneo, marcado por Ueslians Roriz e Tiriticas, torna-se cada vez mais importante conhecer os países que compõem o grande colégio eleitoral que chamamos de terra. Importante para vocês, que viajam, porque eu só viajo quando cheiro o escapamento do ônibus. Nesse sentido, continuo aqui o Guia do Fura-Olho para países que eu não conheço e que também nunca ouvi falar. Nesse coluna, você encontrará:

 

  • Ampla Variedade de Preconceitos;
  • Informações de relevância menor que 0,1%
  • Menções aleatórias ao Congo
  • Um artigo tão limpinho que nem parece a África
  •  

Guia do Fura-Olho para a Congo

Mapa do Congo, por Milton Santos

 

Visão Geral: As lendas contam de uma terra impura e inóspita, donde as trevas caminham nos corações dos homens e onde o amor não floresce. Em tal terra, onde o Bacon é escasso e Nic Cage jamais vai, é tão fundamente inabitável que Sauron não vai porque tem medo da vizinha. Trata-se de uma terra tão deprimente que nem os morlocks aceitariam lotes em tal lugar. Um terra que até Lord Vodermort acha muito soturno. Um lugar esquecido pelos Deuses. Um lugar tão ruim que o governo não tinha dinheiro para comprar um nome para o país e acabou roubando o nome de outro. Estou falado... do Congo.

 

Economia: O Congo se encontra em um sistema produtivo pós-industrial e pós-apocalíptico. De forma a melhor ilustrar a realidade econômica do Congo, uma pequena tabela segue abaixo:

 

 

 

Política: O Congo possui uma democracia vibrante e alucinógena, alimentada pelo amplo sortimento de candidatos ilibados e exaustivos que habitam a fauna e flora cocobonga. Abaixo, segue uma lista dos candidatos na eleição de 2008 para Lord Sith e Imperador do império cocobongo:

 

Bush e Macaco do Filme Congo: O macaco é aquele que não está segurando o Bebê

 

Netinho e Wesllienn Roriz: o netinho é aquele que não está em vias de ir para um Asilo

 

 

Tecnologia: Como todo cenário pós-apocalíptico ou pesadelo motivado pela ingestão exagerada de bacon, o Congo possui um panorama dual de desenvolvimento tecnológico: combina inovações de baixíssima qualidade com a completa falta de qualquer tipo de tecnologia mais básica que poderia ter sido inventada por uma criança ou um macaco nerd. Segue uma lista de inovações tecnológicas que ainda não encontraram o caminho do Congo:

 

  • Fogo
  • Roda
  • Banho
  • Desodorante
  • Higiene básica
  • Habitação com mais de duas paredes
  • Números maiores do que 3
  • Pinturas rupestres
  • Nic Cage
  • Crime organizado
  • Crime
  • Sistema de trocas
  • Moeda que seja menos pesada do que elefante de médio porte
  • Leis
  • Civilização e cultura
  • Homo Sapiens

 

Pontos turístico: Um diversa gama de amplos pontos turísticos estão à disposição de todos aqueles que não amam a vida e estão dispostos a visitar o Congo. Seguem alguns pontos turísticos presentes no Congo:

 

Congo´s Country Club e Montanha da Magia e Amizade

Ipol

 

Qual dos Congos Visitar?:  Como se sabe, a malevolência e abissalidade do Congo era tão grande que não coube em um país só. Nesse sentido, existem dois Congos diferentes, mais igualmente impuros e escrementizados. O veredito do Fura-olho? Visite o Congo, se você voltar vivo... te dou uma medalha

 

By Gus,

Que não respeita o Congo, mas respeita quem vai ao Congo

Tópico: Guia do Fura-Olho para o Congo

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário