A Arte de Negativar (E não estamos falando das provas do Cespe)

03/09/2010 09:07

Cansado de estudar o Dicionário Achan e ver que aquela bagaça não ajuda muito quando seu achan desata a falar bobagens? Confuso com o raciocinio lógico dele sobre o que é verdade ou não no que ele acabou de te falar? Os seus problemas acabaram de novo! A Catraca apresenta orgulhosamente a nossos 5 leitores o primeiro módulo complementar do Dicionário Achan: A Arte de Negativar, e o que significa todas aquelas expressões negativas engraçadinhas que eles usam:

 

Geeeeela

    A primeira e mais comum das negativas achans consiste em dizer algo que causará choque ou calafrios no ouvinte ("Seu chefe quer que você fique aqui até as 21h pra revisar aquele relatório de 600 páginas"). Logo na sequência, aplica-se o "Geeeeeela" de forma que ela perceba que a informação inicial não era verdadeira e possa respirar em paz. Segundo a crendice popular Achan, dependendo do tamanho da mentira a ser negada pelo geeeeela, o mundo real sofre consequências físicas do atos. Eles podem ir desde um ar-condicionado estourando na sua sala, passando por uma geladeira caindo do céu, até o famigerado meteoro de gelo.

 

"Gus, você vai pegar uma transitória de 4 meses em Paris"

 

Brinks

    O Brinks é considerado a forma mais leve e lúdica do Geeela, geralmente proferida por Achans femininas para as mais diversas causas. Derivada da palavra "Brincadeira", Brinks é dito logo após uma afirmação positiva que precisa ser negada de modo a irritar o ouvinte ("Você sabe que eu te curto de verdade, não sabe? Brinks!") ou de uma afirmação negativa a ser atenuada ainda de forma a irritar o ouvinte ("Eu jamais te considerei um cara fresco. Brinks!")

 

"Brincadeira de criança, como é bom, como é bom..."

 

De leve

    Embora não propriamente uma negativa, o De Leve é usado durante o diálogo para plantar uma dúvida sobre a veracidade da afirmação dita anteriormente, fazendo com que o ouvinte pense que aquilo que acabou de ser ouvindo pode ser verdade, mas nem tanto ("Apesar dos pesares, eu ainda te acho um cara legal. De leve."). Dita no momento e afirmação certas, o De Leve pode causar mais estragos na mente de seu interlocutor que os diretos Geeela e Brinks.

 

Mal relou.

 

Será?

    Idêntico em preceitos e execução ao De Leve, mas na forma de uma pergunta. O Será? deixa seu ouvinte em estado de confusão insolúvel ao colocar em dúvida o que acabou de ser ouvido ("Nós vamos passar o reveilon em Milão, já estou até com as passagens pagas. Será?"). Como apenas o detentor original da frase sabe de sua veracidade ou não, a pessoa que ouviu ficará remoendo a informação e acabará no estado em que ficam todos aqueles que ouvem negativas Achans: muito putos.

 

"Querido? Como assim eles disseram na entrega do Oscar que você é gay?" 

 

Bazinga

    Originalmente criado por um físico lá do arquivo como um modo de se vangloriar de ter tido um argumento melhor que o de seu oponente numa discussão (quase um "Iau", só que masculino), o Bazinga foi expropriado pelos Achans, e tal qual a tchuca, agora atende a motivações diversas. Em um diálogo achan, Bazinga equivale a Geela e Brinks, negando a afirmação anterior.

 

Simplesmente

 

True Story

    Antes motivo de polêmica no universo Achan, o True Story foi finalmente convencionado como mais uma expressão de negatividade de nosso meio. Atualmente, o True Story é usado no final de uma história notadamente falsa, de modo a fazer com que o ouvinte perceba que as bobagens que ele acabou de ouvir realmente não tem o menor valor ("Nossa, bombou demais a festa de ontem lá perto do Lago. Nós fomos e a a menina me deu o maior mole. True story.").

 

É sério que seus brinquedos ganham vida quando você não está perto deles. True Story.

 

Combo Negativo - De 2 Hits (Noob) até 99 Hits (Marvelous)

    Mas e dá pra usar mais de um por vez? Lógico que dá! E aí reside uma das maiores vilanias do arsenal Achan: a de negar negativas inúmeras vezes, fazendo com que nem o ouvinte nem ele mesmo tenham idéia do que está sendo dito. Esse preceito foi brilhantemente representado por Andrezucho, nosso webmaster, no monologo adaptado logo abaixo:

 

"Eu nem li o seu convite e nem curto temaki. Mas vou no agito porque estou carente de miguxos. Geela, tô saturado de miguxos essa semana, só quero sair mesmo. Brinks, curto vocês enquanto a Lili não tá aqui. Gela triple reverse em todos se e somente se alguma delas for verdade. De leve. Ou não."

 

    O que será que ele quis dizer no meio dessa suruba toda? Até hoje, poucos sabem. Se a negativa da negativa é uma positiva, a negativa da negativa da negativa é uma negativa e a negativa da negativa da negativa da negativa é uma positiva, como saberemos o que o cara quer dizer, meu Deus?!

 

 

"Espera que eu não peguei ainda! Primeiro vem um Gela, depois um De Leve, e ai..."

 

    Simply enough, meu incalto confrade. Para não ser mais confundido e não precisar mais quebrar a cabeça, conte o número de verbetes negativos que seu Achan pronunciou:

 

  • Se eles totalizarem um número impar, seu achan contradisse a frase original dele (The True Gela)
  • Se eles totalizarem um par, seu achan confirmou o que disse na primeira frase e só quer te fazer de trouxa (A Fake Gela)

 

    True story.

 

By Pio da correção e da conjugação, desistindo de ser Achan para

ser o novo Professor Pasquale

 

Tópico: A Arte de Negativar (E não estamos falando das provas do Cespe)

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário