Crítica Cinematográfica Achan: Segurança Nacional... do Exército Brasileiro

06/08/2010 08:13

Os prezados achan que tiveram o privilégio de assistir a estréia desse filme comigo (todos os quatro), junto com o restante dos espectadores daquela sessão de cinema (todos os... zero...) hão sempre de lembrar com o maior dos carinhos aquele que se tornou o maior símbolo de fodismo e perseverança no cenário nacional, um símbolo de que com trabalho, bom caráter, autruísmo e uma puta ajuda do roteirista, tudo pode dar certo: o desde então já lendário Marcos Rocha, do exército brasileiro.

Agente Marcos Rocha. Do exército brasileiro.

 

Marcos Rocha do exército brasileiro (como ele curte se apresentar) é um dedicado agente secreto brasileiro, que junto a seu amigo Agente Daniel, mantêm os ideais de paz e a justiça em todo o território nacional. Para tanto, eles contam com a ajuda do Presidente Dantas (primeiro presidente negro do mundo do entertenimento) e com o mais novo satélite da SIVAM (Sistema de Vigilância da Amazônia), que custou 3 bilhões aos cofres públicos e mantêm drogas e outros contrabandos longe das fronteiras de nosso país.

 

Presidente Ernesto Dantas e Agente Daniel, prontos para auxiliar Marcos Rocha, do exército brasileiro

no que for necessário.

 

Mas a vida de Marcos Rocha do exército brasileiro não é só labuta. Ele também é um fanfarraum apaixonado, e como tal vive fazendo suas marotices por ai. Nesse filme, seu interesse romântico é a Fernandinha, filha da assessora do Presidente Dantas (Ó, os misterios de um roteiro...), civil e perita em código morse com piscadelas desde criancinha (Conta a lenda que durante um sequestro sofrido pela moça, sua mãe conseguiu perceber o local no qual ela era mantida em cativeiro contando o número de vezes que a garota piscava durante o video de resgate. Detalhe: começou a contar depois de ouvir o SEQUESTRADOR, aquele incalto, dizer que ia resolver a parada toda no olho-por-olho, trocadilho que deixaria o PT orgulhoso...)

Confabulando com o amigo Daniel, o romântico Marcos Rocha do exército brasileiro incorporou Romeu de William Shakespeare ao revelar em uma prova de amor suprema (pasmem) que jamais havia procurado a amada Fernandinha no sistema da ABIN. Chorei lágrimas duplas.

 

Fernandinha e suas Dragon Balls. Eu procurava no sistema.

 

Mas por trabalhar no exército brasileiro, Marcos Rocha também precisa combater as forças do mal. E elas vieram na forma do perverso traficante de drogas Hector Gasca, que com um espanhol digno de Ligeirinho, tenta destruir o SIVAM que está fudendo com seus planos de ser o Rei do Crime de nosso país. Para tanto, Gasca dispoe de inteligência e planejamento tático de um hibrido do Dr. Evil com Willy E. Coyote. Vejamos então alguns dos planos perfeitos arquitetados por essa mente mestra:

 

  • Sequestrar político:

 (Hector Gasca): Estamos com um deputado em nosso poder! Desliguem o SIVAM, ou ele morrerá!

 (Marcos Rocha, de paraquedas com uma arma na mão): Aqui é o exército brasileiro. Mãos na cabeça!

 (Hector Gasca): Droga! >.<

 

  • Explodir bomba na Amazônia:

 (Hector Gasca): Pegue esse rifle e essa bomba, e leve para a Amazonia com esse monomotor, meu irmão.

 (Irmão de Hector Gasca): Mas eles vão ver que eu estou indo com o radar.

 (Hector Gasca): Não se preocupe com isso, apenas vá.

 (Irmão de Hector Gasca): Mas pra que o rifle? Eu não vou de avião?

 (Hector Gasca): Vai logo, porra!

 (Irmão de Hector Gasca): Tá bom...

 (Marcos Rocha vendo o radar): Um avião inimigo em nosso espaço aéreo! (Abate o avião)

 (Hector Gasca): Droga! >.<

 

  • Sequestrar namorada de Marcos Rocha:

(Hector Gasca): Estou em um cativeiro oculto com sua namorada, Marcos Rocha, e não há nada que você possa fazer. Agora vai ser olho-por olho!

(Marcos Rocha): Olho-por-olho? Ei, a Fernandinha tá piscando em código-morse! E-S-T-A-M-O-S-N-O-I-A-T-E-C-L-U-B-E. Partiu!

(Hector Gasca): Droga!!! >.< Por que meus planos nunca dão certo?!

 

Confronto entre o traficante Hector Gasca e o respresentante do exército brasileiro, Marcos Rocha.

 

Existem inúmeras outras coisas a serem ditas a respeito das fantásticas aventuras desse agente secreto brasileiro. Só não irei conta-las a vocês para não priva-los da oportunidade de verem pessoalmente, assim que possivel, essa pérola do cinema nacional: Segurança Nacional, com Marcos Rocha.

Do exército brasileiro.

 

O exército brasileiro.

 

By Pio da Esperança e da Fodice, treinando desde já pra ser

que nem o Marcos Rocha quando crescer.

 

Tópico: Achan Critica: Segurança Nacional... do Exército Brasileiro

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário